sexta-feira, 9 de abril de 2010

Trabalhando com música

Eu sou roceiro (canção de Jorge Pereira Lima)

Eu sou roceiro, vivo de cavar o chão.
Tenho as mãos calejadas, meu senhor.
Me falta terra, falta casa e falta pão
Não sei onde é o Brasil do lavrador.
Só tenho a enxada e o título de eleitor
Para votar em seus fulanos educados
Que não fazem nada pelo pobre agricultor,
Que não tem terra para fazer o seu roçado.

Este país é do tamanho de um continente,
mas não tem terra para o homem da mão grossa.
De norte a sul, de nascente a poente,
vivo à procura dum lugar pra fazer roça.

Escuto o rádio, fico cheio de alegria,
Quando se fala que a reforma vai chegar:
Espero um ano, espero e só se cria
Falsos projetos pra poder me tapear

Sou um soldado retirante sem medalha,
Sou estrangeiro quando pego a reclamar.
Sou camponês que usa tanga e sandália,
Sou brasileiro só na hora de votar.

1. Utilizando a linguagem popular, dê outro
título para a letra da música, indicando a
temática central da composição de Jorge
Pereira Lima.
2. Apresente os motivos que podem justificar
a descrença do autor, expressa na letra da música.
3. Aponte o trecho onde, indiretamente, o
autor mostra que é injustificável ter que lutar
pela reforma agrária num país como o Brasil.
4. Aponte o trecho onde o autor questiona a
questão da cidadania.

Um comentário:

Sabedoria 1º B disse...

Não pensei em ver a música "Eu Sou Roceiro" sendo discutida em tema de aula...muito interessante.

Pessuá eu sou da roça
Outra coisa num aprendi
Minha mão calosa e grossa
Mostra a vida que vivi
Cunheço toda vintura
Toda dor toda amaigura
Que o homem roceiro tem
Tentando viver mió
Derramando o seu suor
Sem ser pesado a ninguém.
mais uma do Jorge
postado por adeconts@hotmail.com